Amamentação e inteligência

Que o leite materno é o alimento mais completo para o bebê, além de todos os benefícios que a amamentação traz, nós já sabemos, não é mesmo? Mas um estudo recente relacionando amamentação e inteligência trouxe uma novidade sensacional: pessoas que amamentam por mais de dois anos apresentam QI (quociente de inteligência) mais altos! Isso não é demais?!

O estudo foi iniciado no Brasil nos anos 80, na cidade de Pelotas, pelo médico Dr. César Victora. Ele mostrou a relação direta entre amamentação e inteligência, seu impacto na renda e, consequentemente, na economia de um país. Crianças que amamentaram até depois dos dois anos apresentaram QI mais elevado e maior renda aos 30 anos. Quem sabe agora não despertamos a atenção de nossos governantes para o desenvolvimento de mais políticas de saúde pública voltadas para a amamentação, e assim ajudar a economia do país?

amamentação e inteligência

Amamentação e inteligência na vida adulta estão diretamente relacionadas

Este trabalho foi divulgado na renomada revista científica The Lancet (acesse o estudo completo, em inglês, aqui) e recebeu destaque internacional no Prêmio Gairdner no Canadá. Essa premiação reconhece avanços científicos que produzem impactos significativos para a saúde de países em desenvolvimento. Por isso Dr. César Victora é um sério candidato ao prêmio Nobel.

 

Outras pesquisas

Outros estudos desenvolvidos pelo grupo de pesquisa do Dr. César Victora já mostraram mais benefícios da amamentação e seu impacto na mortalidade infantil. Seguem os links para alguns deles, todos em inglês:

Short-term effects of breastfeeding (Em tradução nossa, “Efeitos de curto prazo na amamentação.”)

Long-term effects of breastfeeding (Em tradução nossa, “Efeitos de longo prazo na amamentação.”)

Why invest, and what it will take to improve breastfeeding practices? (Em tradução nossa, “Por quê investir e o que será necessário para melhorar as práticas de amamentação?”)

Breastfeeding in the 21st century: epidemiology, mechanisms, and lifelong effect (Em tradução nossa, “Amamentação no século 21: epidemologia, mecanismos e efeito vitalício.”)

 

Nós temos paixão em trabalhar com amamentação. Cada dia mais surgem novos motivos para isso. E essa pesquisa inovadora, desenvolvida no Brasil então, é pra nos encher de orgulho! Se quiserem aprofundar nos temas discutidos nestes estudos, ou tirar alguma dúvida, entre em contato com a gente. Será um prazer ajudar!

Deixe um comentario