Desmame gradual e gentil

Você deseja fazer um desmame gradual e gentil? Sem traumas para criança e para você? Nós podemos te ajudar!

Depois de tanto tempo amamentando, curtindo esse momento único entre você e seu filho com prazer e alegria, é chegada a hora do desmame. E nada mais justo que encerrar esse ciclo de forma gradual e gentil para que não gere traumas. Se conseguiram chegar até aqui, por que estragar tudo no final? Técnicas como utilizar produtos com cheiro e sabor desagradáveis nas mamas não são indicadas, pois vão na contra mão do que estamos dizendo: finalizar esse ciclo com gentileza e sem traumas. Imagine só como seria para o bebê, o tão amado tetê de repente passar a ter gosto ruim. Aquele que o acalmava e trazia conforto agora é um vilão que traz sensações ruins.

Da mesma forma, dizer para o bebê que “o mamá da mamãe ficou dodói” ou inventar outras desculpas para a criança não ir mais ao seio, não são legais, pois acreditamos que a relação entre mãe e filho deve ser sincera.

Mas então, como agir nesse momento?

O primeiro e mais importante passo é identificar se a hora do desmame chegou. Essa é uma decisão que cabe somente à mãe. É chegada a hora do desmame quando a amamentação deixa de ser prazerosa para a mãe. É importante identificar se realmente é o seu desejo deixar de amamentar ou se tem pensando nisso por pressão social. E se realmente for esse o momento, dê o primeiro passo sendo sempre sincera com seu filho. Tendemos a acreditar que por serem pequenos eles não entendem, mas entendem sim. Podem não entender completamente a mensagem falada, mas entendem pela linguagem corporal, pela entonação de voz, pelos gestos e pela forma que nos posicionamos. Mostre a ele que existem outras formas de vocês se comunicarem e manterem um vínculo que não seja necessariamente amamentando.

Por acreditarmos que cada família é única, sabendo que cada uma carrega particularidades e histórias diferentes, optamos em não compartilhar aqui técnicas específicas de desmame. Elas podem funcionar muito bem para uma mãe e para não tão bem para outra. O ideal é que sejam avaliadas de forma individualizada e seja traçado um planejamento de acordo com o perfil de cada uma. Portanto, se você deseja iniciar o desmame gradual, entre em contato com a gente. Será um prazer poder ajudá-la!

 

4 Comentarios

  1. Cristiane-Reply
    17 de janeiro de 2019 at 23:03

    Minha filha tem um ano e um mês e já estão me pressionando com perguntas do tipo: sua filha ainda mama no peito???… Affff
    Fico estressada com isso.

    • Mônica Almeida-Reply
      18 de janeiro de 2019 at 15:30

      Boa tarde Cristiane, tudo bem? Parabéns pela filha e pela amamentação! Um dos maiores desafios da maternidade são os palpiteiros, não é mesmo? Não se preocupe, as decisões relativas a criação de sua filha, principalmente relacionadas a amamentação, são somente suas! Você que escolhe a hora que deve parar! E a recomendação da Organização Mundial de Saúde e do Ministério da Saúde é que a amamentação ocorra até PELO MENOS dois anos de idade. Então fique tranquila, que você está fazendo o melhor por ela. Conte com o nosso apoio! Um abraço

  2. Diana-Reply
    13 de abril de 2020 at 22:51

    Boa noite, minha filha fará dois anos em 1 mês e quero começar o processo de desmame já q tb penso em ter outro filho. Como posso iniciar o processo ?

    • Mônica Almeida-Reply
      16 de abril de 2020 at 10:47

      Bom dia Diana, tudo bem? Se você estiver pensando em iniciar o desmame somente porque vai engravidar, não precisa fazê-lo. Você pode continuar amamentando grávida sim, como orientamos nesse texto. Mas caso queira realmente iniciar o desmame, entre em contato com a gente para marcarmos um horário. Precisamos conhecer melhor como é a relação de sua filha com a amamentação, entre outras coisas. Será um prazer te ajudar! Um abraço

Deixe uma resposta para Cristiane Cancelar resposta