A importância do pai na amamentação

Em homenagem ao Dia dos Pais, vamos falar um pouquinho da importância do pai na amamentação. Mesmo que o foco do nosso trabalho seja as figuras da mãe e do bebê, sabemos que é fundamental a presença da figura paterna. Para os bebês, a vida se limita apenas à mãe. É função dos pais mostrar a eles que existe vida fora dessa relação. É ele quem apresenta aos filhos o mundo lá fora!

Durante a gestação, parto e puerpério, é comum que a mãe esteja mais emotiva, sinta-se cansada, insegura, incapaz, dentre outros sentimentos do turbilhão de emoções que se passa. Então, a primeira e, talvez, mais importante participação do pai é a de apoiar! Esteja presente! Mostre-se disposto, ouça, compreenda e ofereça apoio. Valorize o que ela tem de bom e encoraje-a.

Durante a gestação, acompanhe-a nas consultas pré-natais e exames. Com o atestado de comparecimento, você ganha falta justificada no serviço. Além disso, ofereça-se para resolver questões burocráticas, comprar os itens do enxoval, arrumar a mala da maternidade etc.

No dia do nascimento do bebê, toda gestante tem direito a acompanhante durante todo o trabalho de parto. Portanto o pai pode estar presente acalmando-a, fazendo massagem relaxante, dando apoio e ajudando a encontrar uma melhor posição para o parto.

Nos primeiros dias, os bebês ainda não têm uma rotina certa e costumam trocar o dia pela noite. Por isso, mães precisam acordar na madrugada para amamentar e acabam se adequando a rotina dos filhos, o que gera muito cansaço. Ofereça-se para colocar o bebê para arrotar após a amamentação. Quando ele dormir, fique atento a ele para que a mãe possa descansar também. Reveze com a mãe as trocas de fraldas e banhos. Os cuidados com o bebê não devem ser uma tarefa da mãe com ajuda do pai, e sim uma co-responsabilidade!

importância do pai apoiando a mãe na amamentação

Como já citamos várias vezes, o processo de amamentação nem sempre é fácil, muitas vezes requer aprendizado da mãe e do bebê. Nesse processo, é fundamental o apoio do pai. Diga a ela o quanto ela é capaz. Ofereça uma almofada para que a dupla se acomode melhor. Traga um copo d’água ou um suco natural para a mãe, pois amamentar dá sede. Segure os palpiteiros de plantão, não deixe que opiniões externas e experiências negativas de amamentação afetem sua família. Estude sobre a amamentação, os benefícios, posições etc. Tenha sempre em mãos o telefone de uma consultora em amamentação (de preferência os nossos), do pediatra e do obstetra, e não hesite em procurar ajuda se precisarem.

 

Amamentação também trás vantagem para os pais

Amamentar aumenta os laços afetivos entre pai / mãe/ bebê. Além disso, gera muita economia para o bolso, não só com leite, mas com tudo mais que envolve o aleitamento artificial (mamadeiras, esterilizadores, mais serviços de saúde, já que o bebê tende a adoecer mais, etc.) e economia de tempo, pois o leite materno não exige preparo e está sempre na temperatura adequada. Assim sobra mais tempo para curtir seu bebê, não é mesmo?!

Caso você perceba que sua companheira está com alguma dificuldade, quiser aprofundar um pouco mais sobre a importância do pai na amamentação, ou tiver ainda alguma dúvida sobre os primeiros cuidados com o bebê, não pense duas vezes antes de nos procurar! Será um prazer enorme poder ajudá-los!

Deixe um comentario