Por quê não devemos oferecer água para o bebê antes dos 6 meses?

Infelizmente, muitas pessoas ainda acreditam que é bom oferecer água para o bebê (ou outras bebidas) antes dos 6 meses de idade. Os motivos são vários.Seja pra hidratar, aliviar o calor, a cólica, diminuir as mamadas noturnas, para os bebês que choram muito pararem de chorar, etc. Entretanto, não existem evidências científicas de benefícios da ingestão de outros líquidos que não o leite materno para nenhuma situação.

Em relação ao medo de seu bebê não se hidratar adequadamente, fique tranquila. Seu leite é composto por 80% de água. Além disso, o leite materno apresenta a composição ideal para o bebê, de acordo com sua demanda (leia mais sobre os tipos de leite aqui). Por isso, em dias mais quentes, que o bebê precise mamar mais, sua produção também será aumentada, garantindo assim a hidratação correta. Para certificar-se de que ele está mesmo hidratado, observe se o xixi está clarinho e sem cheiro. Quanto mais fraldas trocar ao longo do dia, mais hidratado ele está.

Para os bebês que tem muita cólica, o palpite é sempre o mesmo: chazinho morno na mamadeira. Mas não existem evidências de que isso traga benefícios para o bebê. O que acontece é que a temperatura morna ajuda no relaxamento da musculatura. Esse mesmo benefício pode ser obtido com massagens, banho morno, movimentando as perninhas, colo e até com a própria amamentação. Ou seja, não há necessidade de introduzir um novo alimento que o organismo do seu filho não está preparado para receber sendo que é possível utilizar alternativas que não vão prejudicar a amamentação.

cuidado ao oferecer água para o bebê

É importante também que os pais identifiquem se o choro do bebê é realmente por cólica ou outros fatores, como fome, frio, fralda molhada ou quando simplesmente querem colo e afeto. O mesmo serve para bebês que choram demais. Nesses casos é importante levá-lo ao pediatra para descartar algum problema de saúde. Alguns bebês choram mais apenas por terem mais necessidade de colo e afeto, e não tem chazinho que resolva isso! Muito colo, carinho, uso do sling e a shantala são ótimas soluções!

 

Riscos para o bebê

O sistema digestório do bebê ainda não está maduro suficiente para receber outro alimento, que não seja o leite materno. Ao oferecer até mesmo a água para o bebê, o risco de uma diarréia e prejuízo no desenvolvimento é grande. Além disso, outros líquidos ocupam espaço no estômago com algo que não oferece os nutrientes, proteínas, gorduras, anticorpos que o leite materno oferece. E que seu bebê precisa! Isso dará a ele uma falsa sensação de saciedade, mas logo estará com fome novamente.

Outro risco para a amamentação é que ao oferecer água para o bebê, ou outros líquidos, para substituir uma mamada noturna, por exemplo, o bebê irá diminuir o número de sucções no seio. Consequentemente, a produção do leite materno diminuirá. Entendemos que muitos pais se sentem exaustos e por isso preferem substituir as mamadas noturnas para descansar. Vale ressaltar que essa situação é passageira e é importante considerar as necessidades do bebê também. Caso ainda opte por não amamentar durante a madrugada, sugerimos que ordenhe seu leite para oferecer ao seu filho. Outro perigo em oferecer líquidos é o meio que se utiliza. Geralmente, opta-se pela mamadeira ou as famosas chuquinhas, que podem trazer prejuízos para a amamentação como já explicamos nesse texto.

Caso ainda tenha alguma dúvida sobre esse ou outros temas relacionados a amamentação, entre em contato com a gente. Estamos prontas para te ajudar!

Deixe um comentario