Teste da Orelhinha (Triagem Auditiva Neonatal)

A audição tem um papel muito importante no desenvolvimento de linguagem e habilidades cognitivas da criança. Muitos pais nos procuram querendo saber como é possível ter certeza que seu filho está ouvindo bem. Para isso, realizamos a Triagem Auditiva Neonatal (TAN) ou Teste da Orelhinha.  A TAN é uma avaliação auditiva que deve ser feita nos primeiros 30 dias de vida, a fim de analisar como o seu bebê está ouvindo. Além disso, é de grande importância que, mesmo após a realização do Teste da Orelhinha, os pais continuem observando o comportamento auditivo de seu filho.

A detecção precoce de uma perda auditiva é fundamental para evitar problemas futuros, mas algumas vezes as alterações auditivas infantis são diagnosticadas apenas durante a idade pré escolar ou escolar. Problemas como falta de atenção, atrasos de linguagem ou aprendizagem podem ser sinais de uma perda auditiva ainda não diagnosticada. Por isso, é importante acompanhar a saúde auditiva de seu bebê desde o nascimento.

 

Mas como acompanhar o desenvolvimento auditivo de uma criança?

Fique atento! A maioria dos recém nascidos assustam com barulhos fortes e repentinos. Aos três meses, geralmente o bebê reconhece a voz dos pais e pessoas próximas. Aos seis meses, geralmente a criança já é capaz de olhar para a fonte sonora. E na maioria dos casos, aos 12 meses, uma criança pode imitar alguns sons e dizer algumas palavras simples, como “mama”, “papa” ou “água”.

 

Além do Teste da Orelhinha os pais devem ficar atentos aos marcos de desenvolvimento auditivo

 

Observe também se há algum sinal de uma possível alteração auditiva, como:

  • a criança não se assusta com sons intensos;
  • demora para falar ou apresenta trocas na fala;
  • apresenta comportamento isolado;
  • possui dificuldade para entender o que as pessoas falam pedindo sempre para repetir;
  • senta próximo a televisão mesmo com o volume alto;
  • vira sempre uma mesma orelha em direção à fonte sonora (possivelmente priorizando o lado de melhor audição);
  • apresenta baixo rendimento escolar.

Esses são sinais de alerta que, caso existam, recomenda-se a realização de uma avaliação auditiva.

Faça o Teste da Orelhinha em seu bebê no primeiro mês de vida e refaça a avaliação auditiva sempre que houver suspeita de qualquer tipo de alteração. No caso de bebês prematuros, aconselha-se realizar acompanhamento e reavaliação auditiva a cada 6 meses nos primeiros dois anos de vida.

 

Faça o Teste da Orelhinha nos primeiros dias de vida do seu bebê

Entre em contato conosco e agende um horário. Realizamos o Teste da Orelhinha em consultório ou no conforto do seu lar.

Deixe um comentario