Volta ao trabalho e amamentação

Como conciliar volta ao trabalho e amamentação?

Ao final da licença maternidade, muitas mães têm dúvida se é possível conciliar volta ao trabalho e amamentação. Sabemos que a mudança de rotina e a adaptação são difíceis, mas é possível sim manter seu bebê em aleitamento materno exclusivo até os seis meses.

A legislação brasileira determina que a licença maternidade seja de 4 meses (120 dias) e 6 meses para funcionárias públicas (http://www.jusbrasil.com.br/topicos/10721384/artigo-392-do-decreto-lei-n-5452-de-01-de-maio-de-1943). A primeira sugestão que temos é: tente agendar suas férias para depois desse período. Assim você consegue completar um mínimo de 150 dias com seu bebê! É importante que nos últimos dias você já ofereça ao seu filho o novo veículo pelo qual ele receberá o leite, seja copo, colher ou mamadeira. Vale ressaltar que a mamadeira vai contra os princípios da Organização Mundial de Saúde devido ao risco que oferece para a amamentação. Este assunto é polêmico e falaremos mais sobre ele futuramente. Isso evitará transtornos na volta ao trabalho. Seu bebê já estará adaptado e você mais tranquila, sem dúvidas de que ele estará se alimentando bem.

 

Já de volta ao trabalho

Outro direito constitucionalmente garantido é o de dois intervalos por dia, de meia hora cada, durante a jornada de trabalho, até seu bebê completar 6 meses (http://www.jusbrasil.com.br/topicos/10721005/artigo-396-do-decreto-lei-n-5452-de-01-de-maio-de-1943). Caso seu bebê fique em algum lugar próximo ao seu trabalho, solicite que alguém leve-o até você para amamentá-lo. Ou então utilize esse período para fazer a ordenha do seu leite, como já ensinamos aqui.

Volta ao trabalho e amamentação - representação de uma mãe realizando a ordenha no serviço

Representação de uma mãe realizando a ordenha no serviço

Negocie com seu patrão o que for melhor para você. Em em vez de 2 intervalos, talvez seja melhor fazer apenas 1 de 1 hora. Ou talvez você prefira chegar 1 hora mais tarde. Ou ainda, ir embora 1h mais cedo…

Lembrando que é fundamental que você faça a ordenha durante o dia para continuar a estimular a produção do leite, na ausência do estímulo de sucção do bebê (que deverá acontecer de manhã, a noite, ou quando você estiver com ele). O leite pode ser armazenado por até 12 horas na geladeira ou congelado por 15 dias, em frasco esterilizado, de preferência de vidro, com tampa de plástico (aqueles de maionese ou café solúvel). Coloque neles o seu nome, a data e a hora da ordenha, e ao final do expediente, leve-o para casa em uma sacola ou bolsa térmica. Caso não seja possível armazenar o leite no seu local de trabalho, despreze-o, mas continue fazendo a ordenha.

Volta ao trabalho e amamentação - mãe no trabalho pensando em seu bebê

Mãe no trabalho pensando em seu bebê

Por fim, ressaltamos que o mais importante desse processo é o apoio e incentivo que a mãe deve receber. Respeitar os seus sentimentos e decisões nesse momento são fundamentais, seja para continuar a amamentação ou interrompê-la. Afinal, cada mãe e cada família são únicas, e estamos aqui para ajudar cada uma dentro das suas particularidades. Entre em contato conosco para mais orientações. Será um prazer poder ajudá-la!

 

Link para a Cartilha da Mãe Trabalhadora que Amamenta: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/cartilha_mae_trabalhadora_amamenta.pdf

2 Comentarios

  1. Patrícia-Reply
    1 de agosto de 2019 at 11:12

    Falta 15dias para vim voltar a trabalhar não sei s volto estou amamentando.

    • Mônica Almeida-Reply
      1 de agosto de 2019 at 21:58

      Boa noite Patrícia, tudo bem? Siga as dicas que demos no texto, se ainda tiver dúvidas, procure uma consultora pra te ajudar na sua cidade, se for de Belo Horizonte mesmo, entre em contato comigo no 99377-5774 para marcarmos um horário, seria ótimo te ajudar! Um abraço!

Deixe um comentario